16/02/2017 15:27

Quantidade de visualizações: 1390

FIM DO MUNDO É ADIADO

Galeria do Meteorito


De tempos em tempos, a internet é bombardeada com rumores de que algum asteroide (geralmente bem grande) vai colidir com o nosso planeta.

Mas agora chegou a vez do asteroide 2016 WF9, que segundo entrevista dada ao jornal Britânico Daily Mail pelo suposto astrônomo Dyomin Damir Zakharovich, vai colidir colidir com a Terra nessa quinta-feira, dia 16 de fevereiro de 2017. "O objeto chamado 2016 WF9 deixou o sistema de Nibiru em outubro de 2016, quando Nibiru iniciou sua trajetória retrógrada ao redor do Sol. Desde então, a NASA sabe que ele vai atingir a Terra. Mas eles só estão informando isso agora", teria dito Dyomin. "E esse é apenas o precursor do que Nibiru fará quando chegar aqui. A NASA provavelmente sabe qual será a zona de impacto. Eu não. Estamos em perigo", teria acrescentado o astrônomo russo.

O que os astrônomos dizem sobre isso?

De tempos em tempos, a internet é bombardeada com rumores de que algum asteroide (geralmente bem grande) vai colidir com o nosso planeta.

Mas agora chegou a vez do asteroide 2016 WF9, que segundo entrevista dada ao jornal Britânico Daily Mail pelo suposto astrônomo Dyomin Damir Zakharovich, vai colidir colidir com a Terra nessa quinta-feira, dia 16 de fevereiro de 2017. "O objeto chamado 2016 WF9 deixou o sistema de Nibiru em outubro de 2016, quando Nibiru iniciou sua trajetória retrógrada ao redor do Sol. Desde então, a NASA sabe que ele vai atingir a Terra. Mas eles só estão informando isso agora", teria dito Dyomin. "E esse é apenas o precursor do que Nibiru fará quando chegar aqui. A NASA provavelmente sabe qual será a zona de impacto. Eu não. Estamos em perigo", teria acrescentado o astrônomo russo.

O astrônomo Dyomin ainda teria afirmado que a NASA havia confirmado o impacto, porém, em uma breve pesquisa chegamos a conclusão de que a Agência Espacial Norte Americana jamais publicou algo do tipo. Qual seria a verdade por trás disso tudo?

Trajetória do asteroide 2016 WF9

Antes de mais nada, nós do site Galeria do Meteorito decidimos buscar as informações diretamente da fonte, que é o departamento de Pequenos Objetos do Laboratório de Propulsão a Jato, da NASA. Observações feitas por diversos observatórios são mescladas a fim de se criar uma trajetória confiável sobre um certo objeto.

O asteroide 2016 WF9 não fará sua máxima aproximação com a Terra no dia 16 de fevereiro, mas sim no dia 25 de fevereiro, quando passará a uma distância segura de 0.3407 Unidades Astronômicas do nosso planeta (cerca de 1/3 da distância do Sol).

Podemos perceber que o objeto 2016 WF9 não representa uma ameaça para a Terra. Inclusive, esse mesmo asteroide já chegou muito mais próximo do nosso planeta. Em dezembro de 1944, ele passou a apenas 0.19 UA. E em fevereiro de 2149, ele passará a apenas 0.06 UA. Isso sim é uma grande aproximação.


Ele pode ser um cometa?

O objeto 20146 WF9 foi detectado pelo projeto NEOWISE, em 27 de novembro de 2016, e tem cerca de 750 m de diâmetro.

De acordo com análises feitas pelo NEOWISE, esse asteroide pode ter sido um cometa que perdeu seu material volátil. Seu albedo é muito baixo, ou seja, ele é um objeto escuro, que praticamente não reflete a luz solar. Por conta de seu tamanho, brilho, e distância de sua passagem, não será possível observá-lo.


Conclusão

Não é de hoje que surgem boatos sobre catástrofes astronômicas que podem destruir o nosso planeta. De tempos em tempos, esses rumores tomam conta da internet, e quem os divulga só tem uma intenção: espalhar o medo.

Quanto ao suposto astrônomo Dyomin Damir Zakharovich, não conseguimos nenhuma informação sobre suas credenciais, experiência ou histórico profissional. Ou seja. não sabemos se ele é realmente um astrônomo ou simplesmente um nome utilizado por quem quer que seja que espalhou esse boato da colisão.

Também é válido ressaltar que, apesar de haver indícios da existência de um nono planeta em nosso Sistema Solar, esse suposto "planeta" jamais foi confirmado, e muito menos nomeado como Nibiru.

Referente ao "suposto impacto", não existe qualquer evidência de que o asteroide 2016 WF9, ou qualquer outro, vá colidir com a Terra nos próximos anos. É claro que nunca estamos completamente seguros, afinal de contas, um asteroide não descoberto pode surgir a qualquer momento, mas as chances são mínimas. Até onde se sabe, não há qualquer catástrofe prestes a acontecer. Por enquanto, o nosso planeta está seguro, ao menos de ameaças que vêm de fora.

Astrônomos desmentem boatos sobre asteroide que iria colidir com a Terra