15/02/2017 17:06

Quantidade de visualizações: 407

Decom


Os médicos que atendem na rede pública de saúde em Sorriso podem receitar a partir de hoje (08) aos pacientes um tratamento complementar através da acupuntura. Os serviços são oferecidos por iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento através de incentivo do Ministério da Saúde por meio da Atenção Básica do município.

“Estamos implantando a acupuntura como método de tratamento complementar. Nós temos legalidade, temos profissionais capacitados e reconhecemos que será um método a mais para contribuir com a melhora dos pacientes. Então, não temos porquê não usar a acupuntura como uma opção que vem para somar na recuperação de quem faz tratamento e ou na reabilitação de pacientes de nosso município. A acupuntura na rede pública aqui em Sorriso é um novo avanço na saúde de nossos usuários,” explicou o secretário de Saúde e Saneamento Devanil Barbosa.

A arte chinesa está disponível para Sistema Único de Saúde (SUS), desde março de 1988, quando o Governo Federal implantou oficialmente a prática nos serviços públicos de saúde, através da Resolução05/88 e foi implantada na rede básica de saúde através da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) regulamentada pela Portaria nº 971, de 03 de maio de 2006 do Ministério da Saúde. A medida estabeleceu as diretrizes para o atendimento médico da especialidade, possibilitando implementar a acupuntura nas secretarias de saúde estaduais, munici­pais e nos serviços médicos universitários.

Para o médico André Luiz Zanchetta Penedo, clínico geral e especialista em acupuntura e medicina intensiva, ter a disposição dos usuários da saúde pública a opção do tratamento através de acupuntura é um avanço na saúde para o município.

“O tratamento de pacientes através de acupuntura já é oferecido pelo SUS há trinta anos e só agora a saúde em Sorriso está disponibilizando este tipo de tratamento. Isso é muito importante. Na acupuntura tratamos a síndrome, a junção de várias doenças de uma vez só, e esse é o um grande diferencial para o paciente, pois não teremos efeitos colaterais ruins. Sem contar a economia com medicamento e cirurgias que é muito grande”, explicou ele.

O médico enfatizou ainda que um bom exemplo é o tratamento de dores através da acupuntura, “pra você ter uma ideia a acupuntura usada como analgésico é, em média, de 5 a 10 vezes mais forte que a morfina. Então só neste caso já dá pra imaginar a eficácia dos tratamentos com acupuntura”, finalizou.