20/11/2016 11:37

Quantidade de visualizações: 532

Midia News com Jonatha Kennedy

A Polícia Militar comemorou, na noite de sexta-feira (18), o 6º aniversário de criação do projeto Judô Bope, desenvolvido pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Em seis anos de existência, o projeto já atendeu mais de 2 mil crianças e adolescentes.

O presente de aniversário ficou por conta da inauguração da reforma e ampliação do dojo, local onde são feitos os treinamentos. Agora o espaço é de 340m², quase dez vezes maior a área de quando o projeto foi iniciado, em 2010.

A melhora, de acordo com o comandante do Bope, tenente-coronel José Nildo Silva de Oliveira, só foi possível graças à parceria entre a unidade e o Núcleo de Ações Voluntárias (NAV) e demais colaboradores e voluntários que atendem ao projeto, que foram homenageados com entrega de certificado.

Entre eles, estavam os judocas David Moura e seu pai Fenelon Muller; o vice-presidente da Federação Mato-grossense de Judô, Gustavo Moreira; o vereador Dilemário Alencar e o suplente de deputado estadual, coronel Pery Taborelli.

Conforme o coordenador do projeto, Adalberto Correa Junior, a reforma e ampliação vão proporcionar mais qualidade e conforto aos treinamentos ofertados aos alunos, além de viabilizar mais vagas aos interessados no próximo ano.

“Como tinha uma parte dos alunos que treinava na área externa, quando chovia, todo treinamento ficava prejudicado. Porque daí, tínhamos que juntar a turma da externa e interna somente no espaço coberto, que ficava apertado e comprometia a qualidade do treinamento”, disse o coordenador.

Para o comandante-geral, Gley Alves, o projeto tem trazido um reflexo bastante positivo para a instituição, com participação de atletas em competições pelo Brasil e exterior, à exemplo dos judocas Maria Helena Manica e Gabriel Felsky.

“O Judô Bope é um dos nossos projetos que tem sido muito bem desenvolvido. Sob o comando do Bope, unidade bastante respeitada institucionalmente, esse projeto contribui de forma bastante positiva, ao elevar o nome da PM, bem como o do Governo do Estado, em nível nacional e internacional, e isso nos traz muita satisfação”, enfatizou Alves.

Conforme o comandante do Bope, o projeto é muito bem recebido pela criançada participante e seus familiares, cumprindo assim o objetivo com qual foi criado, que era o de servir a sociedade, atendendo um dos preceitos de segurança pública, que é a prevenção.

“Como o projeto visa atender crianças e adolescentes que, muitas vezes, poderiam estar vulneráveis a situações de risco, sendo aliciadas ao crime, a contribuição social que o projeto acaba refletindo diretamente na segurança pública, ao dar a elas um espaço de esporte e lazer e aplicar a elas práticas e conceitos sobre respeito, disciplina, cidadania e outros valores sociais”, avalia José Nildo.

O projeto atende crianças entre 04 e 12 anos, matriculado em escola pública ou ser bolsista em colégio particular. As aulas são realizadas três vezes na semana (segunda, quarta e sexta-feira) em dois horários: 18h30 e 20h30. A equipe técnica é composta por profissionais liberais voluntários, todos eles faixa preta em judô.

JUDÔ CEREJEIRA – SORRISO

Ontem o judô Cerejeira de Sorriso foi homenageado pelo BOPE em Cuiabá. O professor Fábio Nogueira foi homenageado pelos serviços prestados ao BOPE. Além do professor Fábio de Sorriso, professores de Tangara da Serra, Campo Verde e Primavera do Leste e várias autoridades da área da Segurança do estado, autoridades políticas, e o atleta da seleção brasileira de judô David Moura. O evento também foi marcado pela inauguração da ampliação do Dojô do Bope .

Sorriso: Judô de Sorriso se destaca em Projeto que já atendeu mais de 2 mil crianças e adolescentesSorriso: Judô de Sorriso se destaca em Projeto que já atendeu mais de 2 mil crianças e adolescentesSorriso: Judô de Sorriso se destaca em Projeto que já atendeu mais de 2 mil crianças e adolescentesSorriso: Judô de Sorriso se destaca em Projeto que já atendeu mais de 2 mil crianças e adolescentes