14/04/2016 16:29

Quantidade de visualizações: 838

Decom

ciranda da leitura



Dramatização, magia, encanto, fantasias e conto de fadas. Durante esta quinta-feira e sexta-feira (14 e 15), o mundo das fábulas infantis toma conta das 32 unidades escolares municipais (20 escolas e 12 Cemeis), que trabalham com educação infantil e com estudantes do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Trata-se do projeto “Ciranda da Leitura”. O projeto envolve mais de 10 mil estudantes e 700 professores que há dias estão trabalhando para a realização desse momento especial.

Conforme a secretária de Educação e Cultura, Lenide Pereira, a Ciranda da Leitura visa garantir às crianças momentos lúdicos, que favoreçam a imaginação e interação com a leitura e a contação de histórias, aperfeiçoando a compreensão dos leitores e ampliando o repertório literário dos alunos.

A diretora do Cemeis Cappelari, Késia Lima Breier, pontua que devido à unidade atender o público da educação infantil, os professores trabalharam com a dramatização dos contos infantis. “Atendemos 320 crianças e todas estão envolvidas. Muitos pais vieram conferir as apresentações e estão encantados”, destacou Késia.

O projeto é realizado em todas as unidades nos dois turnos, oportunizando a participação de todos. De acordo com o projeto, a partir das situações de leitura as crianças podem compreender o uso da língua escrita e a sua função comunicativa. A leitura também é a entrada para os mundos reais e imaginários e permite aos alunos um momento especial para que as crianças ouçam, contem e conversem sobre as histórias, falem de seus pontos de vista e compartilhem suas dúvidas e descobertas.

Entre as possibilidades do Ciranda da Leitura, estão a promoção de encontros entre as salas para trocas de livros e contação de histórias; ter prazer em escutar a leitura em voz alta; trocar opiniões e discutir interpretações sobre aspectos do gênero lido/ouvido; interagir com o livro de maneira prazerosa; compartilhar experiências. Outro destaque é a ampliação do vocabulário, como conseqüência direta da leitura e contação de histórias.