Sorriso FM 99,1

07/01/2013 18:12
Lida 3315 vezes.

Só Notícias/Sinop

Equipes do escritório regional de Sinop da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) intensificam, nos próximos dias, as fiscalizações no período de defeso na Piracema, que encerra-se no próximo dia 28. O gerente da unidade, Luiz Antônio Callegari, disse, ao Só Notícias, que seis servidores divididos em dois grupos, percorrem a extensão compreendida entre o rio Arinos, em Nova Mutum, e Renato, em Itaúba. Eles contam com auxílio de dois barcos e dois veículos.


Luiz explicou que quem for flagrado com pescado irregular pode ser multado entre R$ 100 a R$ 100 mil, dependendo da circunstância. "No local é emitido o auto de infração e apreensão se na pesca estiver sendo usado molinete, por exemplo, que é proibido". Desde quando iniciado o período de defeso, em 5 de novembro passado, não foram registradas irregularidades nos rios na região de Sinop, mesmo com fiscalizações sendo realizadas.


Na Piracema, apenas a pesca para subsistência (a do ribeirinho) está permitida, desde que não ultrapasse a cota diária de 3 quilos ou um exemplar de qualquer peso, por pescador, seguindo os tamanhos mínimos previstos pela legislação. Esse tipo de pesca, deve ser feita apenas na linhada de mão ou vara de bambu. Outra modalidade que não poderá ser praticada até dia 28 é o pesque e solte.


Na última Piracema um balanço apontou terem sido apreendidos em decorrência de operações de fiscalização 3.036,56 kg de pescado irregulares em todo o Estado, 548 apetrechos utilizados para a pesca depredatória. 17 pessoas foram presas.

Veja também


Enquete
Você é contra ou a favor da redução da verba indenizatória para deputados e servidores de alto escalão do Poder Legislativo de MT, proposta pelo deputado estadual Ulysses Moraes (DC).
  • Parcial